Razor 101

Durante algum tempo, desenvolvi exclusivamente back-end. Fiquei “presa” nesse mundinho de APIs e bancos de dados. Confesso que, logo que comecei, eu não era a maior fã não. Hoje, sou apaixonada e simplesmente não gosto mais de front. Nadinha. Necas.

Porém, voltei a ser desenvolvedora fullstack. E tenho que lidar com o front, gostando ou não. No projeto em que estou, utilizamos o Razor como view engine e, honestamente? Estou gostando muito dele como ferramenta!

O ASP.NET Razor é uma view engine que já está incluída no WebMatrix, com ele temos a possibilidade de inserir a lógica da aplicação diretamente na camada de visualização do projeto […]

As páginas ASP.NET criadas pelo WebMatrix utilizando a view engine Razor possuem uma extensão de arquivo especial, os arquivos que utilizam como base a linguagem C# .NET tem a extensão CSHTML e as que utilizam do Visual Basic .NET tem a extensão VBHTML, sendo que essas extensões especiais são reconhecidas pelo servidor web e executa em primeiro lugar os códigos que são executados pelo servidor e em seguida envia a página para o navegador.  – Fonte

Decidi, nesse post, trazer algumas das sintaxes do Razor que achei mais legais durante meu processo de aprendizado. E também algumas facilidades que o Visual Studio te traz ao criar seu primeiro projeto usando essa engine.

Continuar lendo Razor 101